A Revista NAVIGATOR é dirigida a professores, pesquisadores e alunos de História e tem como propósito
promover e incentivar o debate e a pesquisa sobre temas de História Marítima no meio acadêmico.

 




        

As políticas de reaparelhamento naval da Marinha do Brasil, 1904-1945
The Brazilian Navy naval refit policy, 1904-1945


Ludolf Waldmann Júnior
Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).



RESUMO

A Marinha brasileira elaborou diversos programas de reaparelhamento naval durante a primeira metade do século XX. Em 1904 e 1906 houve a aprovação de ambiciosos programas navais, porém a nova Esquadra acabou se tornando obsoleta antes de 1914. Nas décadas seguintes foram apresentadas novas propostas de reaparelhamento, porém a crise política e econômica impediu a renovação naval. O cenário mudou apenas na Era Vargas, quando houve um novo programa naval foi implementado. Com o início da Segunda Guerra Mundial e a aliança com os Estados Unidos, a Esquadra brasileira passou por uma ampla modernização. Nosso objetivo é compreender a trajetória e quais elementos foram relevantes na elaboração e aprovação destes programas de renovação naval neste período, tendo-se em consideração o quadro político internacional e doméstico, bem como a organização da Marinha.

PALAVRAS-CHAVE: Poder naval; Brasil; Política de aquisições navais; História naval
99E

(Veja o artigo na íntegra na versão PDF)

ABSTRACT
The Brazilian Navy has prepared several naval refit programs during the first half of the twentieth century. In 1904 and 1906 ambitious naval programs were approved, however the newly acquired fleet eventually became obsolete before 1914. In the following decades new proposals were made, but the political and economic crisis prevented a naval renewal. The scenario only changed during Vargas Era, when a new naval program was implemented. With the beginning of World War II and the alliance with the United States, the Brazilian fleet was modernized. Our objective is to understand the trajectory and which elements were relevant to the elaboration and approval of the naval renewal programs in this period, taking in account the international and domestic politics as well the organization of the navy.

KEYWORDS: Naval power; Brazil; Naval procurement policy; Naval history