A Revista NAVIGATOR é dirigida a professores, pesquisadores e alunos de História e tem como propósito
promover e incentivar o debate e a pesquisa sobre temas de História Marítima no meio acadêmico.

 




        

A política faroleira no alvorecer da República no Pará: o Farol de Macapá (1889-1907)
The lighthouse policy on the dawn of the Republic in Pará and the Lighthouse of Macapá (1889-1907)

William Gaia Farias
Doutor em História, professor da Faculdade de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Gabriel Napoleão Veloso Neto
Bacharel em História pela Universidade Federal do Pará (UFPA)


RESUMO
É propósito deste artigo analisar o processo de edificação de faróis, no contexto da política faroleira que foi estabelecida durante a expansão do tráfego marítimo, na aurora da República brasileira, principalmente du-rante a vigência da Carta Marítima (1893-1907). Com isso, pretendemos verificar a instalação das torres no território litorâneo, assim como a introdução de objetos modernos e seus reflexos na política faroleira no Es-tado do Pará, em questões que cobrem avaliações sobre o aumento da balança comercial da área no que con-diz à borracha e ao movimento de escoamento da produção da região. Por fim, analisamos a instalação de um farol na Cidade de Macapá, procurando compreender a necessidade do objeto ao movimento de navegação da área do Cabo Norte, que ajuda a entender as questões de comércio e segurança na Amazônia em meados da última década do século XIX e a primeira do século XX.

PALAVRAS-CHAVE: Faróis; História Naval; Comércio Marítimo

(Veja o artigo na íntegra na versão PDF)

ABSTRACT
It’s the article’s goal to analyze the edification process of the lighthouses, in the context of the lighthousean policy that was established during the expansion of the maritime traffic, in the dawn of the brazilian repu-blic, especially during the period of the ‘Carta Marítima’ (1893-1907. We hope to verify the instalation of the towers in the coast, combined with the introduction of the modern objects and their reflection in the lighthousean policy in the Para state, debating about question that discuss the economical balance of the re-gion related to the Rubber Boom and to the flow of it’s production in the region. At last, we analyze the ins-talation of a lighthouse in the city of Macapá, which helps us to understand the necessity of such structure in the region as an object of guidance in the ‘Cabo Norte’ area.

KEYWORDS: Lighthouses; Maritime History; Atlantic Commerce