A Revista NAVIGATOR é dirigida a professores, pesquisadores e alunos de História e tem como propósito promover e incentivar o debate e a pesquisa sobre temas de História Marítima no meio acadêmico.





A construção da oficialidade naval no Império: os Estatutos de 1858 na Academia de Marinha
The construction of naval officials in the Empire: the statutes of 1858 at the Academia de Marinha

Luana de Amorim Donin
Graduada em História pela Universidade Federal Fluminense. Mestre e Doutoranda do programa de Pós-Graduação em História pela mesma universidade. Bolsista do CNPQ. Atua na área de História do Império do Brasil com ênfase nos estudos sobre a Marinha Imperial.


RÉSUMO
Este artigo trata da reforma nos estatutos da Academia de Marinha de 1858 com intuito de observar a evolução de um projeto político e militar para a oficialidade naval e Armada Imperial. Tal reforma
condizia com o projeto político conservador do Império do Brasil, que buscava inserir as inovações da modernidade ocidental com as tradições herdadas do período colonial. A Marinha Imperial foi resgatada como braço da administração do Estado e se apresentou como um espaço onde os aspectos da civilização, do novo entendimento da função militar no Ocidente e a evolução científica
e tecnológica do período foram experimentados.

PALAVRAS-CHAVE: Império do Brasil, Academia de Marinha, ensino militar naval

(Veja o artigo na íntegra na versão PDF)

ABSTACT
This article deals with the reform in the Naval Academy’s statutes in 1858 in order to observe the evolution of a political and military project for naval and Imperial Navy officers. Such reform matched with conservative political project of the Empire of Brazil that sought to insert the innovations of Western modernity with the traditions inherited from the colonial period. The Imperial Navy was rescued as a state administration arm and introduced himself as a space where aspects of civilization, the new understanding of the military role in the West and the scientific and technological developments of the period were experienced.

KEYWORDS: Empire of Brazil, Naval Academy, naval military school