A Revista NAVIGATOR é dirigida a professores, pesquisadores e alunos de História e tem como propósito promover e incentivar o debate e a pesquisa sobre temas de História Marítima no meio acadêmico.




        

Emprego da mão de obra indígena na navegação marítima – Província da Bahia, Período Imperial
Use of indigenous labor force in shipping – Province of Bahia, Imperial Period

André de Almeida Rego
Doutor em História Social pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Mestre em História Social pela (UFBA), licenciado em História pela Universidade Católica de Salvador (UCSAL).


RESUMO
O presente artigo analisa projetos de aproveitamento da mão de obra indígena na atividade de navegação marítima, na Província da Bahia, durante o Período Imperial. Baseando-se em informações do passado, muitas autoridades projetaram a utilização dos serviços dos indígenas da Bahia, quer seja na Marinha de Guerra, quer seja na navegação comercial. Em algumas regiões, como a zona meridional, a utilização dos índios como tripulantes das embarcações proporcionou uma disputa por este tipo de trabalho, ao passo que, no plano geral, muitas autoridades, por falta de informação, estenderam a tradição dos índios da costa na atividade náutica aos índios do interior.

PALAVRAS-CHAVE: atividade náutica; índios


(Veja o artigo na íntegra na versão PDF)
ABSTRACT
This article analyzes projects of utilization of Indian labor on sea navigation’s activity in province Bahia, during Empire. One basing in information of past, several authorities planned the employ of Indigenous from Bahia in Navy or navy merchant. In some regions, as south zone, the utilization of Indians under condition of seamen proportioned a concurrence by this kind of work, at the same time that, in general plane, many authorities, by lack of information, extended the coast Indians nautical tradition to indigenous from inland.

KEYWORDS: nautical activity, Indians, Bahia