A Revista NAVIGATOR é dirigida a professores, pesquisadores e alunos de História e tem como propósito promover e incentivar o debate e a pesquisa sobre temas de História Marítima no meio acadêmico.





Apontamentos sobre a defesa do litoral, questões militares, governo-geral do Estado do Brasil e carreira militar, séculos XVI e XVII

Francisco Carlos Cosentino
É doutor em História pela Universidade Federal Fluminense e possui pós-doutorado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor Adjunto de História da América da Universidade Federal de Viçosa. É autor de diversos trabalhos, dos quais se destaca o livro Governadores Gerais do Estado do Brasil, séculos XVI-XVII: ofício, regimentos, governação e trajetórias, editado pela Annablume, com financiamento da FAPEMIG.


RESUMO
O objetivo deste trabalho é destacar alguns aspectos a respeito das medidas adotadas e das instruções dadas pela monarquia portuguesa aos que foram por ela enviados à América portuguesa durante os séculos XVI e XVII, assim como reconstruir a carreira militar dos governadores-gerais enviados ao Estado do Brasil entre 1640 e 1702. Assim sendo, o nosso objetivo com este artigo é tratar das primeiras medidas voltadas para a defesa do litoral da América portuguesa nos séculos XVI e XVII, analisar comparativamente as tarefas de defesa e organização militar desempenhadas pelo governo-geral e contribuir para a compreensão da organização e de parte da alta hierarquia militar portuguesa após a Restauração.

PALAVRAS-CHAVE: Estado do Brasil, governo-geral, organização militar e defesa

ABSTRACT
The objective of this paper is highlight some aspects about measures and instructions given by the Portuguese monarchy that were sent by Brazil State during the XVI and XVII centuries and rebuilding the military career covered by the governor general of Brazil State between 1640 and 1702. Therefore, this paper analyzes the first measures aimed at protecting the coast of Portuguese America, to comparatively analyze the tasks of defense and military organization performed by general government. Finally contributes to the understanding of the organization and the military hierarchy after the Portuguese Restoration.

KEYWORDS: State of Brazil, the general government, military organization and defense

A questão da defesa das terras encontradas na América e a legitimação da sua posse estiveram presentes nas preocupações da monarquia portuguesa logo após a expedição de Pedro Álvares Cabral. Por isso, provavelmente em 1501/1502, foi enviada uma expedição à chamada Ilha de Vera Cruz que nomeou os pontos do litoral, do Cabo de Santo Agostinho até São Vicente. Depois dessa incursão, o monarca português, seguindo uma prática usada na África, arrendou à exploração do litoral condicionada ao conhecimento e defesa das novas terras para Fernando de Noronha1, que enviou em 1503 uma expedição comandada por Gonçalo Coelho, que teve a participação de Américo Vespúcio.


(Veja o artigo na íntegra na versão PDF)