A Revista NAVIGATOR é dirigida a professores, pesquisadores e alunos de História e tem como propósito promover e incentivar o debate e a pesquisa sobre temas de História Marítima no meio acadêmico.





Formulação política, processos decisórios e polissinodia na gestão do Império português

Renato Jorge Paranhos Restier Junior

Historiador e mestre em História Política pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Primeiro-Tenente do Quadro Técnico Temporário da Marinha, Encarregado da Divisão de Pesquisas Históricas da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. Sócio Honorário do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil – IGHMB – e pesquisador associado do Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais – LEDDES/UERJ.

Resenha de LOUREIRO, Marcello José Gomes. A Gestão no Labirinto: Circulação de informações no Império Ultramarino português, formação de interesses e construção da política lusa para o Prata (1640-1705). Rio de Janeiro: Apicuri, 2012.

Em 2012, a Editora Apicuri traz ao público a obra A Gestão no Labirinto: circulação de informações no Império Ultramarino português, formação de interesses e construção da política lusa para o Prata (1640-1705), de autoria de Marcello José Gomes Loureiro, atualmente doutorando em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trata-se, originalmente, da dissertação de mestrado do autor, defendida dois anos antes, na mesma Universidade. Como o título indica, o livro vasculha a circulação de informações no Império luso e, a partir dos esforços de portugueses em torno das questões platinas, aborda a formulação da política portuguesa e seus intrincados processos decisórios correlatos.

(Veja o artigo na íntegra na versão PDF)